Você é o que você veste: a moda como espelho da sociedade

* Por Expressiva Modas

16/02/2022 13H31

O que é moda?

Quando você pergunta isso ao Google, o dicionário online te sugere a definição de que moda é o “conjunto de opiniões, gostos, assim como modos de agir, viver e sentir coletivos”. Quando você pergunta à sua mãe, pai, irmão ou melhor amiga, a resposta provavelmente vai ser “são as últimas tendências, o modo como você se veste”. O fato é que moda é muito mais do que vemos superficialmente, é também nosso comportamento, escolhas, consumos e posicionamentos.

Há diversos estudos na área que relacionam moda com identidade e cultura, principalmente tratando-a como signo de uma sociedade dentro de seu próprio tempo. Ora, a moda, quando pensada como espelho de costumes, crenças e vivências de um grupo com o qual você se identifica ou pertença, expressa uma subjetividade identitária dentro da coletividade a qual pertencemos, ou seja, dentro da sociedade em que vivemos.

Muito se critica, atualmente, o fato da moda ser tratada mais como um padrão uniformizante do indivíduo do que justamente esse signo que deveria representar dentro da estrutura a qual pertence. Aí entra o debate sobre moda, expressão e liberdade. Até que ponto fazemos nossas próprias escolhas? Até que ponto somos influenciados por um determinado modo de viver e parecer?

Em um mundo de instagram, influencers, vitrines e padrões, expressar-se através das suas escolhas de moda é quase como um desafio à essa sociedade de consumo, uma ode à personalidade. E nesse ponto começamos a questionar: moda é liberdade de expressão?

Certamente que moda é sobre liberdade e também sobre expressão. O hijab, por exemplo, é a expressão de toda uma cultura que é facilmente reconhecida pelas vestimentas específicas de um povo e uma crença. Do mesmo modo que as bandagens e transparência da última coleção de Jean-Paul Gaultier (Spring 2022 Coulture) é a expressão de um corpo, de uma vontade de liberdade, de ser e vestir independente do que se dite como “aceitável”.

O nosso amadurecimento traz uma importante evolução pessoal que pode muito bem ser traduzida em nossas escolhas de moda. Qual artista nós ouvimos, qual marca nós usamos, qual a forma de se comunicar com o mundo que melhor nos representa. São escolhas nossas feitas a partir do que está em moda e que nos define quem é para o outro.

Moda, então, é liberdade de expressão, pois é um meio de comunicação do sujeito com a sociedade que possibilita que nos posicionemos segundo aquilo que defendemos, que honramos e que participamos. Moda é mais do que uma futilidade ou banalidade, como muitos assumem; é uma fonte histórica, um vestígio no tempo e espaço com a qual damos voz a mim e a você, caro consumidor que compra uma ideia antes de uma roupa.

Portanto, expresse-se!

REFERÊNCIAS:

https://elle.com.br/colunistas/e-se-moda-fosse-realmente-sobre-liberdade-deexpressao

https://wsimag.com/pt/moda/18660-a-moda-e-a-identidade

http://jornalceleiro.com.br/2017/08/moda-como-identidade-e-cultura

Expressiva

Há mais de 30 anos atuamos em Guarapuava e há 3 em Curitiba, oferecendo aos nossos clientes a possibilidade deles expressarem quem eles realmente são com as peças de roupas, calçados e acessórios das marcas que são as maiores referencias de moda no B

Deixe seu comentário:

Veja Mais